Notícias em O melhor do bairro de Pompéia, Santos, SP

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Projeto do VLT em trechos de Santos e São Vicente será apresentado em audiências

Projeto do VLT em trechos de Santos e São Vicente será apresentado em audiências

De A Tribuna On-line
N/A
O sistema pretende reestruturar o transporte na região

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU/SP) realiza nesta quarta-feira (29) e na próxima sexta (31), às 14 horas, audiências públicas para debater o projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), em desenvolvimento na Baixada Santista.

Na quarta, a audiência acontece na Câmara Municipal de São Vicente e tem como objetivo apresentar os detalhes do trecho Barreiros – Samaritá, com 7,4 km de extensão.

Já na sexta-feira será apresentado o trecho Conselheiro Nébias – Valongo, com extensão de 8 km, na Agência Metropolitana da Baixada Santista (AGEM), em Santos.

Serviço

Audiência Pública do VLT– São Vicente (trecho Barreiros – Samaritá)
Data: 29/10
Horário: 14h
Local: Câmara Municipal de São Vicente, Rua Jacob Emmerich, 1195 – Centro – São Vicente.
 
Audiência Pública do VLT – Santos (trecho Conselheiro Nébias – Valongo)
Data: 31/10
Horário: 14h
Local: AGEM - Agência Metropolitana da Baixada Santista, Rua Joaquim Távora nº 93, 10º andar, Vila Matias – Santos

 

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Shoppings da Baixada Santista devem abrir mais de 2 mil vagas temporárias

Shoppings da Baixada Santista devem abrir mais de 2 mil vagas temporárias

De A Tribuna On-line
N/A
Vários estabelecimentos estão contratando na região

Aqueles que buscam uma chance no mercado de trabalho devem ficar de olho nas vagas disponíveis no comércio neste final de ano. Nas lojas dos shopping centers da Baixada Santista, por exemplo, mais de 2,3 mil empregos temporários devem ser abertos, a maioria para caixas, balconistas e vendedores. Em alguns casos, a possibilidade de efetivação é real.

Grande parte das oportunidades está concentrada no Litoral Plaza Shopping, Avenida Ayrton Senna da Silva, 1511, em Praia Grande. Lá, estima-se que mais de 1.150 trabalhadores temporários irão reforçar o time de colaboradores de mais de 170 das 220 lojas até o fim da temporada de verão. A perspectiva, revelada após um levantamento realizado junto às operações do empreendimento, apontou que a média de contratação será de sete temporários por loja.

As funções mais procuradas durante este período são balconistas, caixas, empacotadores, fiscais de loja, repositores e estoquistas. Ano passado, cerca de 23% dos contratados foram efetivados após a temporada de fim de ano.

Entre os meses de julho e setembro, mais de 740 currículos já foram cadastrados no site. Para auxiliar no processo de seleção de novos colaboradores, os lojistas têm acesso ao  banco ao banco com todos os currículos devidamente cadastrados no site.

No Praiamar Shopping, em Santos, as lojas contam um acréscimo de 20% a 30 % em seu quadro, variando conforme o segmento em que atuam. Isso representa, em números absolutos, algo em torno de 450 vagas. Cada loja tem sua própria política de contratação e currículos podem ser encaminhados diretamente a elas ou deixados no balcão da administração do shopping, localizado na Rua Alexandre Martins, 80, Aparecida..

Há lojas que mantêm o efetivo extra até o término das férias, época aquecida em vendas. Outras contratam apenas para final de ano. É importante que os interessados sejam comunicativos e flexíveis quanto a horários.

Miramar Shopping, na Rua Euclides da Cunha, 21, Gonzaga, em Santos, informa que os interessados podem entregar os seus currículos diretamente nas lojas ou cadastrá-los no site do empreendimento, através do menu Contato. As vagas são variadas e dependem da necessidade de cada loja, pois cada uma necessita de cargos diferentes. Para este ano, serão cerca de 250 oportunidades temporárias.

A exigência depende do segmento e do contratante. Normalmente, é importante ter experiência. Os salários dependem do piso salarial de cada carreira e o contrato dura, em média, de quatro a seis meses, contemplando Natal, Férias e Carnaval.

As lojas do Shopping Parque Balneário, na Avenida Ana Costa, 549, Gonzaga, Santos, estão recebendo currículos e devem abrir aproximadamente 200 vagas. Os interessados também podem entregar seus currículos da administração do empreendimento ou enviar pelo e-mailcontato@shoppingparquebalneariohotel.com.br.

Shopping Pátio Iporanga espera empregar aproximadamente 120 pessoas para a temporada de fim de ano. Os currículos podem ser entregues na administração (Avenida Ana Costa, 465, Gonzaga) ou enviados para contato@shoppingpatioiporanga.com.br. O período de contratação varia de loja para loja, mas no ano passado aproximadamente 30% dos temporários foram efetivados.

Para o Brisamar Shopping, localizado na Rua Frei Gaspar, 365, Centro, São Vicente, a expectativa de contratação é semelhante as apontadas do Praiamar Shopping, com acréscimo médio de 20% a 30 % nos quadros das lojas, variando conforme o segmento em que atuam. Cada loja tem sua própria política de contratação e currículos podem ser encaminhados diretamente a elas ou deixados no balcão da administração do shopping.

As lojas do Shopping Center La Pagle, em Guarujá, devem contar com 150 a 200 funcionários temporários até o Carnaval de 2015.  As pessoas interessadas devem entregar seus curriculos na administração do shopping, na  Avenida Marechal Deodoro da Fonseca, 885, Pitangueiras.

A garçonete Lorena Sousa, que mora em Praia Grande, pretende agarrar uma dessas oportunidades. "Nunca trabalhei em emprego temporário, mas este ano irei me candidatar, pois tudo dando certo quero mudar de emprego. No momento, trabalho das 17 horas até 1h30 em uma lanchonete. Preciso de um emprego durante o dia".

 

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Conta de luz sobe 21% a partir de quinta-feira

Prepare o bolso
 

Conta de luz sobe 21% a partir de quinta-feira

Rosana Rife
N/A
Índice é aproximadamente três vezes superior à inflação

A conta de luz sobe, a partir de quinta-feira (23), 21%. O reajuste afetará 1,6 milhão de unidades consumidoras atendidas pela CPFL Piratininga e foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Na região, a concessionária atende os moradores de Santos, São Vicente Cubatão, Praia Grande e Vicente de Carvalho, em Guarujá. O índice é aproximadamente três vezes superior à inflação registrada nos últimos 12 meses, diz o economista Hélio Hallite.

“É um resultado do caos no sistema energético brasileiro. E chega no momento em que estamos entrando no horário de verão, o que daria um alívio para o bolso. Além disso, o consumo será agravado devido às condições climáticas que estamos enfrentando”. Para empresas, o aumento será ainda maior. Ficará em 24,35%.

A Aneel informou que o índice é reflexo da variação de custos que a empresa teve no ano. O cálculo levou em conta gastos com atividade de distribuição. Nesse caso, incide o IGP-M. Há ainda outros custos que não seguem o índice inflacionário, como energia comprada, encargos do setor e transmissão de energia.

 

quinta-feira, 09 de outubro de 2014

Sinalização para coibir abusos em ciclovia será instalada após obras na João Pessoa

De A Tribuna On-line

Os serviços de pavimentação, ciclovias e calçadas da Rua João Pessoa, no Centro de Santos, devem ser concluídos até a segunda quinzena de novembro, segundo a Prefeitura.  A sinalização de solo, de acordo com a Companhia de Engenharia de Trafego de Santos, começa 15 dias após o término da obra.

Com o andamento dos trabalhos na via, o trânsito de ciclistas e pedestres exige cautela. Imagens do fotógrafo Alexsander Ferraz mostram o uso arriscado da ciclovia inacabada. Pedestres caminham na ciclovia e as bicicletas correm o risco de serem atingidas por carros que precisam entrar em estacionamentos espalhados pela rua. Até mesmo cadeiras de estabelecimentos comerciais são colocadas nas proximidades da pista. 
 

N/A
Enquanto a obra na Rua João Pessoa não termina, ciclistas e pedestres utilizam o mesmo espaço

 

terça-feira, 07 de outubro de 2014

Após sete dias em greve, Bancários retornam ao trabalho nesta terça-feira

Após sete dias em greve, Bancários retornam ao trabalho nesta terça-feira

De A Tribuna On-line
N/A
Bancários votam nesta terça-feira ao trabalho

Após sete dias de greve os bancários da região aceitaram em assembleia, a proposta de 8,5% de reajuste salarial e 9% no piso apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), na noite da última sexta-feira. A oferta representa o maior aumento real à categoria desde 1995. Os profissionais terão a reposição dos dias parados.

“A proposta foi aceita por unanimidade. Esses índices resolvem a nossa situação. Ficamos acima da inflação”, diz Ricardo Saraiva Big, presidente do Sindicato dos Bancários.
Durante o movimento de greve, iniciado em 30 de setembro, 3.370 funcionários dos 4 mil que atuam na Baixada Santista estiveram de braços cruzados.

Em Santos, 90% das 170 agências foram fechadas, enquanto nos outros municípios do litoral, as atividades foram suspensas em 70% das 110 unidades. “Aqui na região a mobilização foi maior do que no restante do País. Com certeza o nosso movimento pesou na mesa de negociação. Esperamos que nos próximos anos o movimento seja ainda mais forte”, informa o sindicalista.

Orientação

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), que negocia desde agosto com a Fenaban, orientou os bancários de todo o País a aceitarem a proposta apresentada. A categoria tem data-base no dia 1º de setembro.

“Em quatro dias de greve alcançamos uma proposta superior aos 1,88% de aumento real aceita no ano passado. Conseguimos 2,02%”, diz Carlos Cordeiro, presidente do Contraf.

Conquista

A nova proposta garante aos trabalhadores 8,5% (2,02% de aumento real) de reajuste para salários, Participação de Lucros e Resultados (PLR), vale-alimentação e auxílios, além de 9% (2,5% de ganho real) no salário base.

O vale-refeição teve um aumento de 12,2% e passou de R$ 23,18 para R$ 26 ao dia. O vale-alimentação dos </CW>R$ 397,36 para R$ 431,16 no mês, mesmo valor da 13ª cesta.

Negociações 

Os bancários reivindicam desde agosto um salário base de R$ 2.979,25, reajuste de 12,5%, a criação de um Plano de Cargos e Salários (PCS), mais contratações, fim das metas e do assédio moral, segurança e a não regulamentação da terceirização.

A primeira proposta econômica apresentada pela Fenaban, e recusada pelos bancários, foi um reajuste salarial de 7% e o aumento de 7,5% no piso. Sem um acordo entre as partes, o Contraf orientou a deflagração da greve no dia 30 de agosto – condição acatada pelos trabalhadores.

A fim de evitar a paralisação, no dia 27 a entidade que representa as instituições financeiras convocou uma nova negociação, onde ofereceu 7,35% de aumento nos vencimentos e 8% no salário base. Mais uma vez a proposta não foi aceita e a categoria parou.

Bancos públicos

Segundo Big, a assembleia também votou e rejeitou as propostas apresentadas pela Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. “Apesar disso, como o restante do Brasil aceitou a oferta, os bancários voltam aos serviços”, explica o presidente. 

proposta salarial é a mesma oferecida pela Fenaban. Entretanto, existem negociações específicas com as duas instituições, como o compromisso de mais contratações, o fim do banco de horas, entre outros pedidos.
 

 

1 | 2 | 3 | 4 | Próximo >