Notícias em O melhor do bairro de Pituba, Salvador, BA

quinta-feira, 04 de julho de 2019

Empresa francesa irá gerir novo centro de convenções de Salvador

Centro de Convenções de Salvador Antônio Carlos Magalhães, na Boca do Rio, está previsto para ser inaugurado em dezembro deste ano - Foto: Luciano da Mata | Ag. A TARDE | 6.6.2019

A empresa G.L. Events venceu – com o valor de R$ 10 milhões – a licitação para administrar as atividades do centro de convenções de Salvador. A homologação do processo foi publicada na edição desta quarta-feira, 3, do Diário Oficial. Na última sexta, a entidade, que administra equipamentos no Rio de Janeiro e São Paulo, tinha sido habilitada, mas ainda havia a possibilidade de os adversários recorrerem.

Conforme a publicação, a empresa vencedora assumiu o gerenciamento da gestão, planejamento, implantação, operação, manutenção e promoção do complexo, tendo em vista a realização de feiras, congressos, shows, seminários e outros eventos. O conjunto intitulado Centro de Convenções de Salvador Antônio Carlos Magalhães, construído na orla da Boca do Rio, está previsto para ser inaugurado em dezembro deste ano.

Segundo o secretário de Cultura e Turismo (Secult), Cláudio Tinoco, foram realizadas audiências públicas fora de Salvador, apresentando para o mercado o estudo de viabilidade. “Com isso, a G.L. Events, uma empresa de capital estrangeira, de base francesa, chama a atenção pela virtude e expertise comercial”.

A expectativa é que a empresa inicie em setembro os contratos para a realização de eventos no complexo em 2020. “A empresa irá preparar o material de apresentação do equipamento para participar das principais feiras internacionais. Isso deve nos permitir alavancar a captação de eventos. É muito provável que a gente volte a sediar a Bienal do Livro”, disse Cláudio Tinoco. 

Experiência

A empresa G.L. Events é responsável pela gestão do São Paulo Expo e Riocentro, além da Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca. A entidade atuou na montagem e fornecimento de instalações temporárias de grandes eventos internacionais realizados no Brasil, como os Jogos Pan-americanos, Copa das Confederações, Copa do Mundo, Jornada Mundial da Juventude e Olimpíadas Rio 2016, além de eventos esportivos e shows. A empresa surgiu no Brasil em 2006.

Estrutura

Considerada  a terceira maior estrutura municipal do tipo no País, o centro de convenções, em formato de uma pomba que o símbolo da bandeira da capital baiana, terá a capacidade de comportar 14 mil pessoas. No novo complexo existirá dois locais para shows, cada um com capacidade para 20 mil pessoas, um externo e outro interno, com 28 camarotes de 50 metros quadrados, que serão moduláveis e irão atender aos dois espaços.

O local contará ainda com oito auditórios moduláveis de 800 m² cada. Terá também seis salões de 522 m² cada, 12 salas de 236 m² e 28 de reuniões que poderão virar camarotes para shows. O estacionamento será para mais de 1,4 mil veículos. A instalação terá três pavimentos com acessibilidade e será 100% climatizado.

Em uma área de pouco mais de 103 mil m², segundo o consórcio responsável pelas obras formado pelas empresas Andrade Mendonça e Axxo, o sistema construtivo do equipamento é parecido ao utilizado na implantação do Hospital Municipal de Salvador (HMS). O consórcio trabalha com estruturas pré-moldadas, em conjunto com outras metálicas e lajes, o que acelera a execução.

Fonte: Jornal A Tarde

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Extensão do metrô para a Barra passa por estudos

Sistema de metrô tem ampliação já prevista de Pirajá até Águas Claras (Linha 1) - Foto: Joá Souza | Ag. A TARDE

A primeira fase do estudo de viabilidade para extensão do metrô, por via subterrânea, da Lapa até a Barra deve ser concluída no próximo mês, afirma a superintendente de Mobilidade da Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur), Grace Gomes.

Com o seguimento do projeto, o Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas, que acaba de completar cinco anos de operação, ganhará quatro novas estações e pouco mais de quatro quilômetros de trilhos.

“Pelo que avaliamos até o momento, há grande possibilidade de essa extensão ser executada. Após a conclusão dessa etapa, vamos iniciar estudos técnicos de engenharia, com análise mais detalhada da topografia e da demanda concentrada nesse novo trecho”, declara Grace. De acordo com o estudo preliminar, as estações devem ficar nas imediações do estacionamento São Raimundo, Campo Grande, largo da Graça e shopping Barra.

Atualmente, os passageiros do metrô que têm a Barra como destino final precisam completar o trajeto usando ônibus, o que pode ser feito sem gastos adicionais utilizando os cartões de integração da CCR Metrô Bahia, SalvadorCard ou Metropasse.

Moradora de São Cristóvão, Maria Rita Matos, 33 anos, trabalha como doméstica em um apartamento no Campo Grande e logo se animou com a ideia da expansão. “Vai ficar muito melhor, mais rápido”, aposta.

Tempo Ganho de tempo é a principal vantagem apontada por Késsia Batista, 22, auxiliar administrativa que integra o contingente de cerca de 370 mil passageiros que utilizam o sistema metroviário diariamente. “De ônibus eu levava quase duas horas, e agora gasto de 30 a 40 minutos”, conta a jovem, que mora no Imbuí e trabalha no Campo da Pólvora.

No trajeto nem é necessário integrar com ônibus, ela apenas embarca na Linha 2 do metrô (Acesso Norte-Aeroporto) e troca para a Linha 1 (Lapa/Pirajá) na Estação Acesso Norte.

Depois que o metrô chegou à Av. Paralela, em maio de 2017, Késsia passou a frequentar a academia pela manhã, o que possibilita que treine todos os dias.

Para a estudante Gabriela Menezes, 24, a combinação de ônibus e metrô é a melhor forma de ir de Itapuã para o estágio em Nazaré. Ela pega um ônibus de casa até o Terminal Mussurunga, segue para a estação de metrô, embarca no trem, troca de linha e desembarca na penúltima estação da Linha 1.

“O ônibus percorre toda a orla e depois segue para a Barroquinha, onde eu ainda teria que pegar outro para subir para o Campo da Pólvora”, compara.

“O metrô conjuga rapidez e um custo menor”, diz o funcionário público José Carlos Teixeira, 24, ao explicar porque decidiu trocar o uso diário de carro pelo transporte por metrô. Ele mora nas imediações da Estação Flamboyant e trabalha no Jardim Baiano. Faz todo o trajeto de casa para o trabalho combinando as Linhas 2 e 1. “De ônibus eu teria que sair bem mais cedo, contando com os congestionamentos”, acrescenta.

Fonte: Jornal A Tarde

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Hospital Metropolitano deve ser inaugurado em dezembro

Hospital terá 265 leitos, sendo 55 de Terapia Intensiva (UTI) e dez salas de cirurgia - Foto: Divulgação | Sesab

O Hospital Metropolitano, que está sendo erguido no município de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), está com 78% de obras concluídas, e tem previsão de inauguração para dezembro deste ano. A informação é do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, que inspecionou a unidade na manhã desta quarta-feira, 26, acompanhado da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho.

"O Hospital Metropolitano será o principal equipamento de saúde da RMS, atendendo a todos os casos da rede de urgência e emergência do litoral norte e das cidades que compõem a região metropolitana, pois é de fácil acesso, a partir de diversas vias expressas, desafogando assim o Hospital Geral do Estado, Hospital Geral Roberto Santos e Hospital Geral de Camaçari”, ressaltou Vilas-Boas em nota.

Segundo a Secretaria de Comunicação Social do Governo (Secom), entre obras e equipamentos, a unidade receberá investimentos da ordem de R$ 180 milhões, e será de grande porte, com 27.900 metros quadrados de área construída, contando com 265 leitos, sendo 55 de Terapia Intensiva (UTI) e dez salas de cirurgia.

Ainda de acordo com o órgão, um dos destaques do projeto é a Unidade de Atenção ao Acidente Vascular Cerebral (UAVC), que atenderá pacientes acometidos pelo Acidente Vascular Cerebral (isquêmico, hemorrágico ou ataque isquêmico transitório), na fase aguda, ofertando tratamento trombolítico venoso, reabilitação precoce e investigação etiológica completa.

Após a inauguração do Hospital Metropolitano, o Hospital Geral Menandro de Faria será requalificado e terá o perfil modificado para atender gestantes e crianças.

Fonte: Jornal A Tarde

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Tráfego em Ondina passa por alterações a partir desta quarta

As modificações acontecerão no trecho próximo ao antigo hotel Othon Palace - Foto: Reprodução | Google Street View

O tráfego de Ondina sofrerá alterações a partir desta quarta-feira, 26, em razão da segunda etapa das obras de requalificação. As modificações acontecerão no trecho próximo ao antigo hotel Othon Palace.

De acordo com a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), os condutores provenientes do Rio Vermelho, que desejam seguir para a Barra, precisarão utilizar a rua Dr. Oswaldo Ribeiro, marginal da avenida Oceânica, que se tornará sentido único em direção à rua Sabino Silva. Os condutores terão como opção fazer o retorno na avenida Adhemar de Barros ou utilizar um novo acesso que foi aberto próximo ao posto de combustíveis Ypiranga. Já os motoristas provenientes da Barra, poderão continuar utilizando a avenida Oceânica até a entrada da avenida Adhemar de Barros.

Os agentes da Transalvador vão estar presentes nas imediações durante os primeiros dias de mudanças, orientando condutores sobre as modificações no trânsito, e a região também será sinalizada.

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Projeto conceitual de obras do VLT de Salvador é concluído

O valor da obra é de R$ 1,5 bilhão e terá início ainda este ano - Foto: Alberto Coutinho | GOVBA

O projeto conceitual das obras do Veículo Leve Transporte (VLT) de Salvador já foi concluído e deve ser entregue ao governador Rui Costa até esta sexta-feira, 17.  A informação foi divulgada pela Secretaria de Comunicação (Secom) do Governo do Estado nesta terça, 15. As obras tem previsão para serem iniciadas ainda este ano. 

O novo trasporte ligará o Comércio, na capital baiana, até a Ilha de São João, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O término do projeto foi anunciado durante reunião realizada, na China, entre Rui e representantes do consórcio Skyrail Bahia, responsável pelo desenvolvimento do documento. O contratato para o início das obras foi assinado por Rui Costa, em fevereiro deste ano. 

De acordo com o órgão, o VLT terá 22 estações e capacidade para transportar cerca de 150 mil usuários por dia. Ele será do tipo monotrilho, movido á propulsão elétrica, sem emissão de agentes poluentes que agridem o meio ambiente, onde, cada composição será formada por quatro carros, que possui capacidade para levar 150 pessoas e 600 passageiros por veículo.

Fonte: Jornal A Tarde

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | Próximo >