Notícias em O melhor do bairro de Tabuleiro, Maceió, AL

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

"Ano de 2013 foi de ajustamento na prefeitura de Maceió", disse Rui Palmeira.

Cortesia Marco AntônioUm ano de ajustamento. Essa é a avaliação do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, sobre o primeiro ano de sua gestão. Com várias ações realizadas pelas secretarias e superintendências municipais para afinar a administração da cidade, a população vem sentindo as melhorias nos serviços destinados a ela.

Nos primeiros 12 meses, a Prefeitura de Maceió contou com apenas 5/12 restantes do orçamento de 2012. Isso dificultou que a atual gestão pusesse em prática alguns dos projetos traçados para 2013. “Não existia contratos em várias áreas. Para o trânsito, por exemplo, não tínhamos licitação para aplicar faixas de pedestres ou realizar a manutenção de semáforos. Levamos um tempo para cumprir com a burocracia estatal e poder iniciar os trabalhos”, disse Rui Palmeira.

Ainda de acordo com Rui Palmeira, a Câmara de Vereadores manteve uma relação positiva com a prefeitura, viabilizando a concretização de ações para a cidade. “Tivemos encontros e desencontros, nem sempre concordamos com tudo, mas a Câmara de Vereadores e a Prefeitura de Maceió mantiveram uma relação positiva”, analisou o prefeito.

Para viabilizar, por exemplo, a instalação da Almaviva – empreendimento que pertence ao grupo multinacional italiano Almaviva, um dos maiores na área de contact center e informática do mundo, – a Prefeitura de Maceió concederá incentivos fiscais – de acordo com lei municipal aprovada este ano pela Câmara Municipal.

A previsão é que empresa se instale em Maceió em definitivo no início do próximo ano. No final deste ano, eles iniciaram suas atividades no município, em um galpão alugado, também na parte alta de Maceió.

A aprovação da lei de incentivos, segundo o prefeito de Maceió, feita em 15 dias, foi fundamental para o alojamento da empresa na cidade. “Eles poderiam ter escolhido qualquer outro lugar e decidiram ficar aqui. Isso é muito importante para o crescimento da capital”, afirmou Rui Palmeira, lembrando que outros exemplos como os da Almaviva estão em andamento.

Para 2014, a expectativa é de um ano de muito trabalho e tranqüilidade em razão do orçamento já aprovado. “Temos boa parte desses contratos fechados e poderemos desenvolver ações e projetos num ritmo mais rápido. A população quer ver obras nas ruas”, finalizou Rui Palmeira.

FONTE: cadaminuto.com.br

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Projetos irão fomentar a cultura popular em Maceió em 2014.

Cortesia Secom/MaceióInvestimentos, valorização e reconhecimento foram os resultados obtidos pela Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) com as ações desenvolvidas em 2013. Após um ano, que pode ser classificado como a renovação da cultura maceioense, o secretário Vinícius Palmeira anuncia novos projetos de fomentação e crescimento para os grupos culturais da capital.  Entre as expectativas, está o recurso de quase R$ 2 milhões, a implantação da Lei Municipal de Incentivo a Cultura, que vai possibilitar o fim da captação de recursos, e a anistia das dívidas para grupos com mais de cinco com débitos no município.

A cultura mostrou para que veio e trouxe de voltar a união de todos os segmentos. Em uma entrevista ao CadaMinuto Press, Palmeira conta a conquista dos novos projeto. Confira a entrevista completa abaixo.

A cultura vive um momento ímpar em Maceió?

Com certeza. Os fatos por si só demonstram essa realidade. Isso acontece porque há uma convergência em torno dos elementos que compõe a cultura. Se me perguntar por que a cultura vive esse momento, afirmo que na gestão tem profissionais da cultura, que se depararam como uma comunidade mais amadurecida, que compreende a mensagem. E o mais imprescindível é o apoio que recebemos do prefeito, pois é ele que garante apoio e recursos para que esse momento ímpar aconteça.  

Diante das ações que estão sendo desenvolvidas. Os resultados estão sendo obtidos?

Já estamos sim. Principalmente quando recebemos o apoio que a imprensa vem dando as nossas ações. Nunca a cultura em Maceió teve tanto apoio da imprensa nem foi tão noticiada como vem sendo. Isso é um reflexo dessa mudança, nós estamos sendo veiculados e nunca paramos de deixar de ser convidado para dar entrevistas. Depois disso vem a satisfação do principal beneficiado, que é a comunidade cultural. Nós observamos isso nas nossas conversas, e depois temos também uma coisa, que alimenta outra. Quando o governo percebe a reação da comunidade cultural, o desempenho da execução das atividades, os comentários do público e da imprensa, ele reage como mais apoio. É que temos assistido durante todo esse ano. Sem arrogância alguma, nós estamos vivendo um novo momento da cultura. Não atribuiu a minha presença a tudo isso, mas ela é catalisadora, como profissional da área. Mas se não fosse o apoio que recebemos do prefeito e da maneira como comunidade cultural embarca em nossos projetos, jamais conseguiríamos esse resultado. Não existe talento que funcione, sem que todos esses elementos estejam todos juntos.

Quais os projetos para o próximo ano?

Projetos maravilhosos. O primeiro de todos será retomar do carnaval, onde o primeiro edital deve ser lançado ainda na primeira semana de janeiro, o edital para blocos. Está sendo transferido para a Fundação Cultural, o xangô rezado alto, que é um projeto importante que trabalha a memória do quebra de xangô de 1912. Isso nos torna muito satisfeito porque nós temos um trabalho muito estreito com as comunidades de terreiros e nos orgulha de estar trabalhando, pois é um segmento da cultura afro-brasileira que a gente abraça com muita alegria. Temos outra ação importantíssima no próximo ano que a implementação da Lei Municipal de Incentivo a Cultura, com o edital que será o sonho da comunidade cultural, já que ela participou da revisão. A grande novidade é se o grupo cultural apresentar um projeto aqui na Fundação, e ele estiver tudo correto, a verba de incentivo já vai direto para a conta do grupo. Como foi promessa de campanha de Rui Palmeira, nós vamos eliminar a etapa de capacitação da Lei de Incentivo e efetivá-la. Vamos disponibilizar cerca de R$ 2 milhões para as comunidades, que é uma coisa maravilha e inédita.

Leia a entrevista completa na edição do CadaMinuto Press, já nas bancas.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Prefeitura e Governo pagam salários de dezembro a partir de hoje, 30 e amanhã,31

A data foi informada na manhã desta quinta-feira, 26, pela Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) (Crédito: Reprodução)Os rendimentos dos servidores públicos estaduais referentes a dezembro serão pagos a partir de hoje (30). Definido pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), o cronograma de pagamentos começa com a primeira faixa salarial, para os que têm rendimentos de até R$ 2.050, que correspondem a mais de 60% do total de servidores ativos e inativos do Estado.

Amanhã (31), a Prefeitura de Maceió efetua o pagamento do salário do mês de dezembro a todos os servidores municipais. A data foi divulgada pela Secretaria Municipal de Comunicação (Secom).

Já no dia 13 de janeiro (segunda-feira), o Governo de Alagoas paga os salários dos servidores da segunda faixa salarial, que recebem acima de R$ 2.050. Com esse pagamento, o governo conclui a folha salarial dos servidores referente a 2013, incluindo o 13º salário, pago integralmente no dia 18 deste mês.



Fonte: Secom Maceió

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Assaltantes invadem agência bancária no bairro de Jaraguá.

IlustraçãoUma agência do Banco do Brasil localizada na Rua Sá e Albuquerque, no bairro de Jaraguá, foi invadida por criminosos na madrugada deste domingo (29). Segundo o Relatório de Ocorrências divulgado pelo Centro Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods) foram roubados um monitor e uma CPU.

Uma guarnição do BPESC e a perícia estiveram no local depois que a empresa de segurança da agência bancária acionou a polícia.

As imagens das câmeras do circuito interno serão analisadas na tentativa de identificar os autores. A polícia não informou o conteúdo do computador levado pelos assaltantes e até o momento, descartou que alguma quantia em espécie tenha sido levada.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Maceió vai ganhar novas vias na parte alta, afirma Rui Palmeira

Cada Minuto Para desafogar o trânsito, Maceió irá ganhar novas vias na parte alta. O anúncio foi feito pelo prefeito Rui Palmeira, durante vistoria às obras no Graciliano Ramos, na manhã desta quarta-feira (27).

Segundo o chefe do executivo municipal, a prefeitura já está em processo para lançar as licitações de outras obras. “Vamos construir um binário, uma nova via, na Santa Lúcia, que vai desafogar o trânsito de quem vai da Durval de Góes Monteiro até a entrada do Benedito Bentes, e vice versa. Também vamos realizar uma obra que vai colaborar para desafogar o tráfego da rotatória da Polícia Federal, com uma via auxiliar passando próximo Hospital Universitário e a Ufal”, garantiu o prefeito.

Somente no Graciliano Ramos, o total a ser investido superará R$ 5,7 milhões. O valor é fruto de um convênio com o Ministério das Cidades, na ordem de R$ 1.286.850 milhão com contrapartida da Prefeitura de R$ 4,5 milhões. 

Neste ano bairros como Graciliano Ramos e o Loteamento Acauã, o Village Campestre II e a bairro da Santa Lúcia já recebem obras de drenagem e pavimentação da Prefeitura de Maceió, beneficiando milhares de famílias. A orla da Pajuçara e da Ponta Verde também estão sendo recapeadas e o Centro da cidade passa por ações de requalificação.

No conjunto, as equipes estão construindo uma galeria dupla, com dois tubos de 1.200 milímetros, que vai captar a água da chuva, evitando alagamentos. A população do conjunto, que há anos vive com o drama dos alagamentos em tempos de chuva, está ansiosa para a conclusão dos trabalhos no bairro.

O prefeito reafirmou o compromisso da prefeitura em realizar obras “com a marca da responsabilidade e que, de fato, beneficiem a população com ações duradouras e que acabem os transtornos sofridos pelos moradores, principalmente os que moram nos bairros mais afastados da região central”. 

“Finalmente nosso problema vai ser resolvido. Somente uma parte do Graciliano Ramos tem calçamento. Há anos esperamos por esta obra. E o principal é que a drenagem esta sendo feita, o que vai evitar que o calçamento saia com a primeira chuva de junho” afirmou o comerciante José Santos, morador do local. 

No Village Campestre, as obras, que estavam paradas desde 2012, por falta de pagamento da gestão anterior, já foram retomadas. Na região, as obras para construção de um túnel de drenagem, que liga o Distrito Industrial até o bairro Cidade Universitária, já foi iniciada.

Os trabalhos são executados pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização (Seminfra) e estão empenhados com recursos próprios da Prefeitura e federais, o que comprova a determinação em buscar parceiras com o objetivo de atender aos maceioenses.

FONTE: cadaminuto.com.br

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | Próximo >