Conheça as característica e opções culturais dos guetos da capital paranaense
- Notícias - O melhor do bairro de Centro, Curitiba, PR

segunda-feira, 08 de outubro de 2018
      

Conheça as característica e opções culturais dos guetos da capital paranaense

CURITIBA

Fique por dentro das características dos guetos culturais de Curitiba

Créditos da imagem: guia.melhoresdestinos.com.br

A cidade de Curitiba é conhecida pela beleza de seus parques e por seus belos cartões postais, como o Jardim Botânico, o Teatro Ópera de Arame, e o Museu Oscar Niemeyer. Mas o que muitos de seus visitantes desconhecem são os bairros da capital, que apesar de terem nomes conhecidos, e com várias opções culturais, ainda passam despercebidos aos olhares de quem vem de fora.

Se você quer conhecer melhor os bairros da capital paranaense e saber tudo que rola, continue lendo o texto, e descubra a história e opções de lazer e cultura entorno dos guetos da cidade, como o Alto da XV, Centro Cívico, Largo da Ordem, Jardim Botânico, Santa Felicidade, e Bigorrilho.

Centro Cívico

Apesar de ser o segundo menor bairro da cidade, o Centro Cívico reúne alguns dos melhores pontos turísticos da cidade, oferecendo diversas opções culturais para quem vem visitar. O bairro tem cerca de 4 mil habitantes em uma área de 0,97 km². Algumas opções culturais que a região oferece para visitação é o Palácio de Iguaçu, que foi inaugurado em 1954, inspirado nos civic centers dos Estados Unidos. Este local é a sede do Governo do Paraná, e é aberto para visitação de terças a sexta-feiras.

Além disso, o Centro Cívico também conta também com o famoso Museu Oscar Niemeyer, o Museu do Olho, inaugurado em 2002. Outro local para lazer e visitação no Centro Cívico é o Bosque do Papa, que foi inaugurado em 1980 quando o pontífice visitou Curitiba. O bosque é um espaço bastante agradável para relaxar, e fazer exercícios ao ar livre.

Outra opção cultural que o bairro dispõe é o Museu do Holocausto, uma opção cultural gratuita, que traz história e recordações da II Guerra Mundial, utilizando tecnologia para contar o passado.

Este bairro é um dos mais caros para se viver na cidade. A super valorização dos imóveis Curitiba no Centro Cívico ocorre por ser uma famosa região comercial, além de contar com a sede dos poderes do estado do Paraná, e também com alguns pontos turísticos, como praças, centros culturais e shoppings.

Largo da Ordem

O Largo da Ordem, ou Centro Histórico é uma das regiões de Curitiba em que maior se concentram as opções culturais. Além da tradicional feira do Largo da Ordem, onde são realizadas exposições e vendas de artesanatos, e variedades gastronômicas. Nessa região também se localiza o Memorial de Curitiba que ocorrem diversos eventos, exposições seminários, a Casa Romualdo, local destinado a divulgar e promover a história da cidade, o Museu Paranaense, entre outros patrimônios históricos e espaços atrativos e culturais.  Viver nessa região pode custar um pouco mais caro do que as demais, visto que possui diversas atrações culturais e de lazer na região.

Santa Felicidade

Considerado como um pedaço da Itália em Curitiba, a região foi formada a partir de 1870 por imigrantes vindos da Itália. Este bairro é conhecido por suas maravilhosas opções gastronômicas, contando com cerca de 30 restaurantes, vinícolas, cantinas de vinho. Anualmente ocorre o evento típico da polenta e frango, no Bosque São Cristóvão. Um dos restaurantes mais famosos da região é o restaurante italiano Madalosso, bastante conhecido por seus pratos típicos. 

Para quem deseja comprar casa em Curitiba, o bairro é uma das regiões supervalorizadas para viver, com ótima segurança e qualidade de vida e estrutura, por isso, o valor de imóveis nessa região costuma ser um pouco mais elevado.

O bairro também conta com mercados, escolas, hospitais entre outras opções. Para quem deseja viver num bairro com comodidade sem precisar se deslocar para outras regiões em busca de estabelecimentos comerciais, o bairro Santa Felicidade é a região ideal.

 Além disso, o bairro também possui vários bosques, e espaços para praticar exercícios físicos, passear com a família, etc. E também possui fácil acesso aos demais bairros da cidade.

Alto da XV

Localizado ao leste de Curitiba, com aproximadamente 8.683 habitantes e área de 1,50 km², este bairro costuma ser conhecido pela segurança e ótima qualidade de vida que oferece a população, com os menores índices de homicídios. Neste bairro acontecem diversos eventos sociais culturais, um local que recebe visitação diariamente é o mirante da Praça das Nações onde é possível ter uma bela visão da cidade. O bairro oferece diversas opções culturais, como praças e restaurantes. Para quem prefere morar em apartamentos em Curitiba essa região conta com lindos prédios e edifícios que possuem uma vista ampla da cidade.

Bigorrilho

Essa região nobre e tradicional de Curitiba conta com várias unidades residenciais, principalmente com prédios de apartamentos nas principais vias. O bairro conta com diversas opções de cultura e lazer, como o Parque Barigui, um dos maiores e mais antigos parques da cidade, ótimo para praticar corridas, andar de bicicleta, etc. Outro espaço para visitação é a Praça da Espanha, onde todos os sábados é um local bastante movimentado, com exposições, e atividades culturais. Outra praça localizada no Bigorrilho é a Praça da Ucrânia, que conta com feira gastronômica, com comidas típicas.

Jardim Botânico

Sendo um bairro bastante conhecido em Curitiba, o Jardim Botânico possui uma área de 2,77 km², população de 6.153 habitantes e densidade de 22,20 hab/km², o bairro é famoso por abrigar um dos cartões postais de Curitiba: O Jardim Botânico. Mas não é só isso de opção cultural e lazer que o bairro possui o Museu Botânico Municipal, o Jardim das Sensações, o famoso Mercado Municipal, com várias opções gastronômicas e de artesanatos. O bairro Jardim Botânico também conta com opções de lazer próximas a região como, Museu do expedicionário, o Parque Estadual de Marumbi, o Centro Cultural Guaira, a Praça Santos de Andrade. Este bairro é uma região muito bem localizada na cidade, faz divisa com os bairros Capão da Imbuia, Centro, Cristo Rei, Jardim das Américas, Prado Velho e Rebouças. É considerado um local seguro para viver, porém por ser mais residencial não possui muitas opções de comércio como farmácias, hospitais e colégios.