Notícias em O melhor do bairro de Centro, Bauru, SP

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Poupatempo de Bauru fica sem energia nesta tarde

WhatsApp do JCNET
A falta de energia provocou a paralisação da maioria dos serviços
 

O Poupatempo de Bauru ficou sem energia por volta das 15h desta segunda-feira (27). A falta de energia provocou a paralisação da maioria dos serviços e muitos usuários foram embora sem atendimento.

Segundo a administração do local, houve uma queda de energia na região onde está localizado o Poupatempo Bauru e desde então a administração da unidade solicita os reparos à CPFL Energia, que informou previsão de retorno até as 19h. 

Durante a tarde, o Poupatempo realizou entrega de documentos e orientações aos cidadãos, já que outros serviços ficaram impossibilitados porque o posto não conta com geradores de energia.

 

 

Fonte: https://www.jcnet.com.br/Geral/2017/11/oupatempo-de-bauru-fica-sem-energia-nesta-tarde.html

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Adoçante pode ajudar a engordar

Os adoçantes foram originalmente criados para dar um gosto doce a alimentos de pessoas diabéticas. Mas o produto, que não tem açúcar e por isso contém pouca ou nenhuma caloria, caiu no gosto popular, principalmente de quem quer emagrecer.

Mas, de acordo com uma revisão de estudos apresentada na edição última do evento "Obesity Week", que ocorreu em Washington, nos Estados Unidos no início do mês, o adoçante pode ajudar a engordar, porque é capaz de otimizar a captação das calorias ingeridas durante as refeições em que é utilizado.

"O produto só funcionará se a pessoa usar o adoçante e não comer besteira ao mesmo tempo, principalmente carboidratos, incluindo o açúcar. Caso contrário, a combinação de alimentos supercalóricos com adoçante pode resultar em aumento de peso, um efeito totalmente contrário ao esperado", explica o endocrinologista Flavio Cadegiani.

Ao sentir um gosto doce na boca, o corpo se prepara para metabolizar o açúcar, o que não ocorre. "O que acontece é que enganamos nosso corpo, pois ele trabalha para digerir um açúcar que não foi consumido. Hoje em dia, a população faz uso indiscriminado do adoçante. As pessoas não contam mais a quantidade de gotinhas que estão colocando", alerta a nutricionista Liliane Rocha.

Além de evitar o uso em excesso, os especialistas recomendam que as pessoas deem preferência aos adoçantes naturais, já que os artificiais têm aditivos químicos. Apesar disso, segundo Walmir Coutinho, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), é melhor fazer uso de adoçante no lugar do açúcar.

"Mesmo que ele possa levar ao ganho de peso quando usado por muito tempo, é menor se comparado ao proporcionado pelo açúcar. A pessoa precisa ter cautela. O ideal não seria usar nem açúcar nem adoçante. Mas para escolher, é melhor o segundo", afirma.

Os especialistas reforçam que o uso do adoçante deve ser feito sob orientação de um profissional de saúde.

 

 

 

Retirado de: https://www.jcnet.com.br/Geral/2017/11/adocante-pode-ajudar-a-engordar.html

 

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Sacadas

Reflexões

O ano de 2017 daqui a poucos dias chega a dezembro, seu último mês. Para uns, foi bom, para muitos foi difícil, mas ainda dá tempo de chegar à virada para 2018 com maior equilíbrio e melhor preparados. Conversando com alguns amigos mais experientes e outros mais jovens, porém muito resilientes, todos focados em autoconhecimento, concordam que é nas dificuldades que nos moldamos, ganhamos aprendizado, resistência e que ao não sairmos da zona de conforto estamos autorizando o acaso a fazer isso pela gente.

Aprendizado

Deixar tudo de lado e se habituar a reservar diariamente alguns momentos para se recolher aos seus pensamentos é bom. Ótimo para avaliar como vão as coisas. Conversar com você mesmo, digerir suas contrariedades, tristezas e dúvidas, degustar suas boas emoções, saudades, esperanças e olhar de novo pra estrada, entendendo como foi chegar até aqui, é algo que pode fazer toda a diferença no seu estado de espírito. E, consequentemente, em suas ações.

Desprendimento

Lutamos muito pela nossa liberdade e escolher os nossos pensamentos predominantes é o primeiro exercício do livre arbítrio. Desapegar-nos do "tem que ser assim", trocando pelo "gostaria que fosse assim", para que, se não for, possamos reavaliar os fatos e qualificar melhor nossas ações, é nos darmos o direito de ter outra leitura sobre a vida, os fatos, os outros e sobre nós mesmos.

Menos é mais

Desapegar é diminuir o egoísmo. Pra isso é preciso acalmar o ego, se valer do desprendimento de uma forma leve, suave, até mesmo prazerosa, de não deixar que nada, nada mesmo, tenha poder absoluto sobre você.

Mirante

Se elevar até ao mais alto que puder mentalmente ajuda a enxergar a floresta dos fatos e os labirintos do aprendizado. Num estágio mais espiritualizado, não necessariamente religioso, qualquer um que creia ou não no Poder Superior, já está em sintonia com ele, e assim deixa fluir sabedoria, que é a melhor maneira de usar o conhecimento e ver que essa vida é realmente uma escola, com muitas aulas e alguns momentos de recreio, mas pode ser mais divertida.

Tecnologias

Com a ciência e conhecimento, os homens avançam na tecnologia, realizam prodígios que colocam em nosso cotidiano, como por exemplo esses maravilhosos dispositivos e aplicativos dos smartphones que nos conectam com o mundo. Ótimo, mas só o desenvolvimento pessoal, mental e espiritual nos conecta com o melhor de nós mesmos.

Oportunidades

Aproveitar as perspectivas, planejar, se preparar para os desafios e para novas oportunidades te preenche com uma energia incrivelmente poderosa, para entender que a maioria dos nossos problemas, felizmente, são pequenos diante das tragédias que vemos mundo afora. E isso não é consolo, é referência real, para muitos de nós nos lembrarmos de que tem muita gente nesse Planeta com muito mais motivos para reclamar do que a gente.

Comparando

E aí você não reclama, pois vê que toda essa carga, por maior que seja, na maioria das vezes é muito pequena. Vejamos por exemplo o maravilhoso trabalho voluntário das pessoas que estão à frente e também nos bastidores das nossas entidades assistenciais. Sem eles tudo seria muito mais difícil.

Exemplo

Tenhamos como exemplo a trajetória do artista plástico, pintor e escultor de origem polonesa Frans Krajcberg, cuja obra, associada à preservação ambiental, usa troncos e raízes de árvores calcinadas. Ativista, Krajcberg lutou até o fim da vida contra a destruição de florestas desde que chegou sozinho ao Brasil, em 1948.

Obra

Toda a sua família, de origem judia, foi morta em campos de extermínio nazistas. Mesmo assim ele encontrou forças e ânimos, viveu até os 96 anos, sobrevivendo de sua arte e patrocinando a defesa do bem coletivo de gente que sequer conhecia, como fez por nós, brasileiros, sendo reconhecido internacionalmente.

Legado

Em 1972, fixou residência em Nova Viçosa, no Sul da Bahia, onde viveu até o fim da vida, no Sítio Natura, cercado pela única porção de Mata Atlântica remanescente na região, e que tomou para si a tarefa de manter intacta. Ele se foi em 15 de novembro, mas seu exemplo ficou. Dedicamos a ele Sacadas dessa semana.

Quatrina

Regina e Jorge Quatrina (foto acima), além de proprietários da Quatrina Fruta & Flor, e de ser um dos casais mais simpáticos e carismáticos da cidade, formam uma dupla profissional consagrada por suas competências na arte do bom gosto, e já estão com várias agendas para o final de ano. Vão preparar o visual, decoração e arranjos para as festividades do dezembro que vem chegando, trazendo, além do Natal, a virada para um 2018 com mais esperança. Atuando tanto para um belo evento nas confraternizações de empresas e instituições ou nas recepções familiares, essa dupla é certeza de sucesso. Quer o contato deles? Anote: (14) 99717-6798, ou na loja - 3234-1284.

Mais café

E o cafezinho nosso de cada dia, nos bares, cafés, padarias, restaurantes e também em casa ou no trabalho, vai contribuir também para o crescimento da atividade econômica em 2018. Pelo menos é o que foi previsto e apresentado na última semana durante o 25º Encafé, realizado em São João da Mata, na Bahia.

Previsão

A informação veio de um estudo de mercado encomendado pela Associação Brasileira da Industria do Café (ABIC). A Euromonitor apresentou números que mostram a perspectiva de crescimento anual do café em 3,5% como bebida no País. Já para continuar na liderança mundial de produção e exportação de café, o Brasil terá que crescer sua produção em 40% até 2030, avalia o diretor executivo da Organização Internacional do Café (OIC), José Sette, com a meta de 20 milhões de sacas. Notícia boa assim sobre o nosso "ouro verde" até merece um cafezinho para comemorar. Que tal?

Supermercado

Já entre os supermercadistas, em especial em cidades como Bauru, que tem um dos maiores graus de exigência do público e pela tradição de vanguarda no segmento, circula uma informação interessante sobre os setores que mais faturam na área de vendas. Veja alguns resultados também sobre consumo, desta vez graças a pesquisa da editora Supermercado Moderno, que mostra as preferências dos clientes na hora de consumir.

Por setor

O estudo mostra que o cliente atual tem em média um comportamento mais conservador e os números revelam hábitos de compra por seção de vendas, como você pode se inteirar: em 1º lugar estão empatados dois campeões, com 14% de preferência cada um. São eles o açougue e a mercearia da alto giro, cada qual com 14% das preferências dos consumidores.

Mais lista

E segue mostrando o segundo lugar com 9% para os hortifrútis, terceiro com 8% bebidas alcóolicas, quarto com 7% para mercearia de doces e 7% para perecíveis congelados e resfriados. Em quinto, empatados, 6% limpeza, 6% higiene e limpeza, em sexto 5% bebidas não alcoólicas, em sétimo, empatados, 5% padaria/confeitaria, 5% perecíveis lácteos, 5% matinais e 5% outros. Em oitavo lugar, 3% bazar e, na lanterninha, com 1%, os descartáveis. Agora é só você ver se bate com a sua lista de compras e gastos.

Salomão Schvartzman

Assim como iniciamos Sacadas buscando dividir bons sentimentos e ânimo com todos, desejamos que você tenha uma semana de bênçãos esperando encontrá-lo aqui na próxima segunda, se Deus quiser. E como diz sempre Salomão Schvartzman, uma das mais sensíveis e inteligentes personalidades do jornalismo e da cultura no Brasil, ao final de suas maravilhosas crônicas: Seja Feliz!

 

 

Retirado de: https://www.jcnet.com.br/Sacadas/2017/11/sacadas.html

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Educação para novos cidadãos

Cidadãos conscientes e globais, preparados para encarar os desafios da sociedade e transformar o mundo em um lugar mais justo, criativo e igualitário. Essa deveria ser a qualidade primordial dos nossos jovens e é por isso que as habilidades socioemocionais estão entre as dez competências determinadas pela Base Nacional Comum Curricular, que estabelece um conjunto de diretrizes de aprendizagem comuns para todos os alunos do país. Sem deixar de contemplar as diferenças regionais, o novo modelo, que está em análise pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), propõe um passo rumo à igualdade e unificação do ensino, norteando professores para o desenvolvimento das competências exigidas e estabelecendo o conteúdo mínimo a ser garantido em comum a todas as escolas.

Em tempo de tantas mudanças na sociedade, a escola muitas vezes ainda se encontra em descompasso, não acompanhando a nova realidade das crianças e jovens. Soma-se a isso a diversidade socioeconômica do país e temos um ambiente que parece ser a antítese daquilo que almejamos alcançar em um futuro próximo. Infelizmente, o Brasil ainda se encontra entre os piores indicativos dos estudos globais sobre a Educação Básica.

A escola precisa se reinventar e se modernizar para atender às novas demandas dos dias de hoje. Assegurar que todos possam de fato aprender e vincular a aprendizagem a uma habilidade ou propósito, estimulando a aplicação prática do conhecimento em projetos dinâmicos e significativos em seus contextos. A Base Nacional Comum Curricular orienta o desenvolvimento de dez competências, cognitivas e socioemocionais, não apenas para igualar o nível de aprendizagem, mas também para construir jovens cidadãos responsáveis, éticos, autônomos, inventivos, abertos às diferenças e conscientes a respeito de seu papel na sociedade. Por isso, um dos desafios que enfrentaremos será o investimento em formação humana, para que os professores tenham condições de estabelecer a ponte para uma educação mais profunda e humanitária.

Com aulas menos expositivas e mais participativas, o estímulo às competências socioemocionais será essencial para equilibrar emoções, pensamentos e sentimentos, incentivando o exercício do diálogo, da empatia, do autoconhecimento e do pensamento crítico. É permitir que os jovens possam ver florescer as suas habilidades. Para isso, é preciso levar melhores oportunidades a todas as regiões do país, mesmo as que enfrentam limitações estruturais, não apenas com o objetivo de transformar as instalações e materiais didáticos das escolas, mas também para que os estudantes se desenvolvam em sua plenitude e os pais possam participar mais ativamente da vida escolar dos filhos.

Esse conjunto de mudanças pretende garantir aos jovens uma educação de qualidade para o século XXI. Para que a reforma do ensino brasileiro tenha sucesso, é necessário que as escolas públicas e privadas se transformem em espaços de encantamento, tanto para os alunos como para os professores. Afinal, guardamos na memória de longo prazo aquilo que tem significado, que é revestido de emoção, vivência e relações com a vida. É preciso investir no professor, no fortalecimento da sua paixão por ensinar, para que desta forma ele transforme a sua prática pedagógica em momentos profundos de crescimento.

Não será um caminho fácil levar essa nova visão educacional às salas de aula, algo que requer o trabalho conjunto entre a iniciativa privada, os municípios e estados. Também não será simples superar os obstáculos históricos que dificultam a concretização de um ensino digno a todos. Por mais complexo que possa parecer, caso as ações que estão sendo planejadas sejam efetivamente implementadas, estaremos mais próximos da transformação da Educação Básica no Brasil.

Sandra Garcia é diretora pedagógica da Mind Lab, um dos líderes mundiais em pesquisa e desenvolvimento de tecnologias educacionais inovadoras. É Mestre em Psicologia do Desenvolvimento Humano e Processos de Ensino e Aprendizagem, Neuroeducadora, Pedagoga, Psicomotricista, Graduada em Taller Internacional de Modificabilidade Cognitiva Estructural Y Enriquecimento Instrumental - PEI. Autora do livro "Mediação da Aprendizagem", em parceria com Marcos Meier.

 

Rretirado de: https://www.jcnet.com.br/Segundando/2017/11/educacao-para-novos-cidadaos.html

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Evento em Bauru vai orientar sobre água e reuso

"A Água na Cidade: Captação, Economia e Reuso": é o tema de oficina que será conduzida por Vinícius Pereira, permacultor e músico do "Bando do seu Pereira". A proposta é demonstrar e estabelecer um diálogo com os participantes sobre as questões relacionadas à água no meio urbano, assim as tecnologias ecológicas relacionadas, como a captação da água da chuva e sua utilização como fonte de combustível, informam os realizadores.

Atenção: será dia 2, sábado, às 14h, na sala de Uso Múltiplo 3 do Sesc Bauru. Inscrições na Central de Atendimento (hoje fechada, como de costume Às segundas-feiras, com retomada amanhã). Grátis. Livre. O Sesc fica na avenida Aureliano Cardia, 6-71. Mais informações (de terça a domingo) pelo telefone (14) 3235-1750.

Retirado de: https://www.jcnet.com.br/Geral/2017/11/evento-em-bauru-vai-orientar-sobre-agua-e-reuso.html

1 | 2 | Próximo >