\ Vazamento de amônia em Barueri mobiliza equipes da CETESB | Not�cias | Auto-escola, Motos em Centro, Barueri - SP

Vazamento de amônia em Barueri mobiliza equipes da CETESB
- Notícias - O melhor do bairro de Centro, Barueri, SP

quarta-feira, 09 de março de 2011
      

Vazamento de amônia em Barueri mobiliza equipes da CETESB

Técnicos, no momento, estão acompanhando a finalização das ações

Técnicos do Setor de Operações de Emergência e da Agência de Osasco da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – CETESB estão acompanhando a finalização das ações emergenciais em torno do episódio de vazamento de amônia anidra – gás tóxico e corrosivo -, ocorrido, em 09.03, no frigorífico Arfrio Armazéns S.A, situado à Rua Jussara, nº 1.001 – bairro Jardim Santa Cecília -, ao lado da rodovia Castelo Branco, em Barueri.

Estima-se que cerca de 2 mil quilos de gás amônia vazaram para a atmosfera. O vazamento teria se iniciado por uma válvula da rede de distribuição do gás refrigerante, do tanque central de armazenamento para as câmaras frigoríficas, por volta das 06h15.

Equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil municipal se dirigiram ao local e, preventivamente, interditaram a Rua Jussara, assim como vias de acesso mais próximas, e evacuaram as pessoas que se encontravam nas empresas vizinhas, e da própria Arfrio, acionando, também, a CETESB.

Por volta das 10h30, em meio às vistorias técnicas, os homens do Corpo de Bombeiros, auxiliados por um funcionário da manutenção do armazém, localizaram o ponto por onde o gás escapava, fecharam as válvulas periféricas e conseguiram estancar o vazamento.

Logo em seguida, como a quantidade vazada do gás acabou por se dispersar na atmosfera e o odor de amônia já não era perceptível, teve início a liberação das empresas vizinhas e das vias interditadas, inclusive a Rua Jussara.

Por sua vez, os técnicos da CETESB promoveram novo monitoramento do ar, nas áreas externas e na rua, não constatando presença do gás. Internamente, os especialistas da Agência Ambiental constataram que uma poça contendo água e quantidade não estimada de amônia havia se formado bem embaixo da válvula por onde ocorrera o vazamento, com formação de vapores tóxicos.

Por isso, apenas essa dependência da empresa continua efetivamente interditada, à espera de trabalho de descontaminação, a ser providenciado pela Arfrio, que deverá promover o recolhimento dos resíduos líquidos e sólidos, e a adequada aeração do ambiente.

A Amônia Anidra, ou Liquefeita, é tóxica e corrosiva. Por isso, irritante para o nariz, garganta e olhos, e, se inalada, em grandes quantidades, venenosa, além de, na forma líquida, poder promover queimaduras. No caso desse acidente em Barueri, porém, não há notícias de vítimas, em função do vazamento.

A atividade de armazenamento e refrigeração, como da Arfrio, não é licenciável pela CETESB.

Texto – Mário Senaga

Fotografia – Setor de Operações de Emergência

Fonte: http://www.cetesb.sp.gov.br